TENDÊNCIAS DE CONTROLE DE ACESSO PARA 2021


A pandemia do novo coronavírus trouxe ainda mais ascensão ao surgimento de novas tecnologias, sobretudo em um mercado que já vinha crescendo como o de controle de acesso. Além de sua função básica que é proteger e controlar as instalações, o controle de acesso agora está sendo usado para ajudar a controlar a disseminação do […]


A pandemia do novo coronavírus trouxe ainda mais ascensão ao surgimento de novas tecnologias, sobretudo em um mercado que já vinha crescendo como o de controle de acesso. Além de sua função básica que é proteger e controlar as instalações, o controle de acesso agora está sendo usado para ajudar a controlar a disseminação do COVID-19 por meio de soluções inovadoras. A biometria que já existia há décadas nesse segmento de controle de acesso, ganha novas alternativas. Com as preocupações de mais privacidade nos locais, ela volta com tudo, tornando-se uma tecnologia de controle de acesso viável na era COVID-19. Com o avanço e a inovação na tecnologia de controle de acesso por reconhecimento facial, a instalação é econômica e pode competir com o custo de sistemas alternativos de cartão-chave. E falando em reconhecimento facial, essa tecnologia ganhou mais força do que nunca. Ela disponibiliza ferramentas modernas para entradas em condomínios, academias, escolas, empresas, construtoras e indústrias, por exemplo. Uma ótima alternativa para substituir por exemplo, os cartões, que passaram a serem vistos com restrição e a exigirem a higienização constante como medida de proteção das pessoas. O reconhecimento facial é uma tecnologia moderna, proporciona aos as pessoas acesso rápido e conveniente ao local, evitando fraudes. Atualmente ela traz o que há de mais avançado em relação a controle de fluxo e liberação de acesso. Nesse tipo de acesso, o equipamento capta uma imagem tridimensional através de pontos de referência do rosto e com uma combinação de algoritmos e cruzamento com o banco de dados, faz o reconhecimento da pessoa. É importante destacar também, que dependendo do equipamento, é possível fazer uma leitura num distanciamento de até 2 metros do local de entrada. Há 14 anos no mercado, a Digitimer evoluiu ao longo dos anos, trazendo o que há de mais moderno em relação a tecnologia de reconhecimento facial, além de outras ferramentas de controle de acesso. Visite nosso showroom ou converse com um de nossos consultores.

0 visualização0 comentário